Origem romana, medieval mercado ocupado, um ponto de trânsito para quem passou os Alpes, a cidade encontra-se em uma ampla, ensolarado vale entre vinhas em socalcos, quase a metade do longo vale de Baltea. O ponto é que Aosta foi habitada desde tempos pré-históricos, mas o seu nascimento, como um centro cultural e de trânsito da cidade veio com os romanos.
A cidade romana deixou um atraente, não só nos grandes monumentos como o Arco de Augusto e do Teatro Romano, mas no arranjo regular das ruas, que não foi alterado nos últimos tempos, e em que as casas fortificadas austeras enxertadas dos senhores feudais ou as grandes igrejas de espiritualidade medieval, como a Catedral ea Igreja de S. Orso. Todos os anos, em janeiro de Aosta revive a antiga tradição da feira medieval de St. Orso, durante séculos, o mercado mais importante de artesanato na região, agora enriquecido com eventos culturais e folclóricos.