VENEZIA - QUARTIEREEBRAICO_2Uma cidade dentro da cidade, com seus cinco sinagogas, o museu e as casas altas: o antigo bairro judeu de Veneza está localizado em uma área à espera de ser redescoberto, isolado, pitoresco e longe da rota turística mais movimentado. O Gueto de Veneza, durante os três séculos de sua existência (1516-1797) não foi apenas o zoológico de segregação humilhante, mas também um lugar de intenso desenvolvimento cultural e participação na vida literária da sociedade italiana. Os séculos XVI e XVII viu não só a florescer impressão em hebraico, com as questões que fizeram Veneza o mais importante centro editorial da Europa, mas também o nascimento de obras literárias, ao lado da produção religiosa tradicional, que distingue a cidade lagoa no contexto cultura judaica contemporânea.